sábado, 24 de dezembro de 2016

HISTÓRIA DE NATAL


- Pardo, achei que não vinhas
- Vinha, sim, tu sabes que sim
- Mas não tens dado notícias
- Sabes também que não sou muito de usar internet. E muito trabalho na oficina. Muitos ratos, parece que não acabam.
- Ficas comigo?
-Fico sim.
- Vamos esperar Papai Noel?
- Sabes tão bem quanto eu que ele não existe. Teu Papai Noel sou eu.
- Eu sei, mas já acreditei.
- É, eu entendo, parece que todos temos que acreditar em alguma coisa, qualquer coisa.
- E tu acreditas em quê?
- Posso pensar prá responder?
- Se pensares muito vais inventar.
- Então vou te dizer
-Diz
-Eu acredito no teu beijo.
E se beijaram

Nenhum comentário:

Postar um comentário