segunda-feira, 21 de setembro de 2009

"Negro Gato Anjo"

Confesso, o que já foi apontado por meu “tutor” algumas vezes, que mantenho uma relação contraditória com as questões humanas, mormente quando dizem respeito a aspectos sociais. Oscilo entre ser conservadora e progressista, capitalista e socialista, burguesa e revolucionária. Às vezes discuto longamente com meu tutor estas questões mas, confesso, ainda não posso dizer que tenha formado minhas próprias idéias. Mas há de se compreender. Se os próprios humanos se debatem e se engalfinham em torno destes princípios, não havia de se esperar que um felino pudesse ter convicções muito firmes. Há momentos, no entanto, que posso ver e distinguir muito claramente o valor de uma iniciativa, de um ideal. É o caso, sem dúvida, da iniciativa do casal Mary e Gardelito, paulistas que moram no bairro do Ipiranga em São Paulo, e abrigam quase cem gatos todos resgatados das ruas ( na foto a gata "Cléo" uma das albergadas) . É dignificante conhecer o trabalho que desenvolvem sob a denominação Negro Gato Anjo (http://negrogatoanjo.blogspot.com). Trabalho todo voltado para gatos, é bem verdade, e como disse, já não sei muito bem até que ponto me identifico com eles mas, mesmo que apenas por uma espécie de uma antiga herança, não posso deixar de emprestar minha solidariedade e recomendar que o conheçam e dêem sua colaboração.

domingo, 20 de setembro de 2009

A Estatueta ( esclarecimento)

Pêgo de surpresa pela "notícia" anterior saio correndo para fazer um esclarecimento. Em primeiro lugar o texto, não sei como, foi inserido sem minha intervenção. Estará Sueto se libertando de mim, da minha função de "ghostwriter"? Criador e Criatura estariam se separando? Confesso que não tenho neste momento uma resposta nem uma explicação. Tudo que posso dizer, por enquanto, é que o troféu ("award") que aparece na foto é uma pequena estatueta que encontrei num brique. Como passei a colocá-la à minha frente numa prateleira diante do computador e como é exatamente aí que Sueto costuma ficar enquanto eu escrevo, uma relação que não sei ainda bem como definir passou a existir entre elas. Ou melhor, de Sueto em relação ao objeto. Seria demais admitir, para quem já tem dificuldade em aceitar a existência de uma gata que escreve, que uma pequena estatueta de metal pudesse ter qualquer tipo de interferência sobre um ser vivo. Bem, pelo menos, como materialista que sou, é o que prefiro acreditar...

"Sueto Award"

O troféu "Sueto", na forma de uma pequena estatueta representando a escritora e livre-pensadora olhando em frente, sentada e pensativa, será concedido anualmente ao melhor trabalho de literatura produzido por felinos. Sueto, após ganhar por dez anos consecutivos o prêmio "Felinos Escritores", decidiu doar o troféu criando uma nova premiação.