quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Gato de Pano

Um gato de pano! Parece de terciopelo. Sempre tive vontade de ter um, mas não são muito comuns por aqui. Aliás, não são nada comuns. E este é lindo! Sei que é da Espanha, feito por Nernamida. Os olhos parecem botões e é preto como eu. Vou sonhar com ele.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

"Sam"

Pronto! Foi mais fácil do que imaginava. Mostrei a foto de Sam enquanto dava ração à Sueto e ela, que até hoje não simpatizava com gatos persas, se interessou. Acho que porque é macho e ela anda muito faceira, muito vaidosa também por se tornar conhecida.Me pediu o telefone de Sam, o email, estes detalhes. Sempre é bom esclarecer ( o que tenho feito várias vezes) que não é a Sueto, ela própria, que telefona, escreve, etc. Ela não é humana, é uma gata como as outras ( ela que não me escute!). Sou eu que faço isto por ela mas sempre seguindo suas ordens. Por isto digo que sou seu escritor mediúnico ou seu ghostwriter. Isto até o dia em que inventem uma máquina que permita aos gatos e outros animais se expressarem em nossa linguagem. Neste dia, aliás, vou estar desempregado. Não que ela me pague alguma coisa ( é muito avarenta para tal) mas, pelo menos, me serve para alimentar a idéia de que eu escrevo alguma coisa.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

HollyRolle

Em minhas novas andanças pela internet descubro "HollyRolle".
Este será seu nome?
Que lindo! Será um gatinho?
E como se enrola bem, para se proteger do frio?
Mas não sei quase nada sobre ele, exceto que vive na Alemanha.
Pena não estar aqui, ia convidá-lo para subir ao telhado comigo.
Os telhados, no verão, estão quentes e gosto de me revirar sobre eles.
Ia adorar, tenho certeza.
Por que não vem ao Brasil?
Tem coisas muito bonitas, só não consigo gostar de praia e, nesta época, todo mundo só pensa em ir à praia.
Mas podemos fazer muitas coisas.
Caçar ratos já não é possível. Não sei o que aconteceu, já não há mais ratos como antes.
Mas eu também já estou com certa idade para estas coisas.
Podemos ouvir música alemã. Meu "ghostwriter" está sempre ouvindo Bach, Mozart, Brahms que são seus compositores favoritos.
Já estou acostumada, acostumada até que fique lendo em voz alta poesias de Rilke.
"Wir sind die Treibenden/ Aber den Schritt der Zeit/ nehm ihn als Kleinigkeit/ im immer Bleibenden ...."
Fazer o quê?
Nós, os gatos, não escolhemos os humanos com os quais viver.
Mas podemos, isto sim, dominá-los para fazer o que queremos...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Ipernity



Vejam só, estou no ipernity! No início não dei muita importância, mas depois me dei conta que posso falar com gatos e gatas do mundo inteiro.
Posso, assim, praticar o meu inglês, o meu francês, o meu alemão, o meu espanhol, enfim, todas as línguas que conheço. Estou aproveitando, também, para voltar a escrever depois de um longo período de inatividade. Andei fazendo um retiro, para refletir, para pensar melhor no que quero escrever, nos rumos que devo dar à minha criação. Além disto me preocupa a situação mundial, a crise econômica, a miséria, a fome, as guerras. Vou me dedicar um pouco a pensar e escrever sobre isto também. Afinal, a Sueto irresponsável e egoísta que conheceram no início, está mudada. Vão ver.
Abraço a todos
Sueto