quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Larry, 10 Downing Street's new ratcatcher.


David Cameron has welcomed a cat named Larry to Downing Street and, after cross-party talks,rejected renaming him Winston, a figure that had both Conservative and Liberal ancestry.
The cat, aged between three and five, was chosen after a delegation from Downing Street went
to Battersea Cats Home and staff from the home carried out a suitability check on No 10.
The cat's job is to deter the rats reportedly spotted in the building. He will be allowed to roam in No 11 too.
The prime minister's spokesman said the cost of the upkeep would not be met by the taxpayer.
Downing Street said Cameron and his two eldest children were all cat lovers.
Larry, who was a stray before being taken in by the home, was described as "chilled" by the spokesman. He did reveal, however, that Battersea staff said Larry's strong "predatory drive" should mean he will be "up for the job".

Patrick Wintour guardian.co.uk
Photograph: Pool/Reuters

.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Breve Visita

Hoje, enquanto remexia em meus papéis e ouvia Bach, notei a sutil aproximação de Sueto. Entrou na sala pela fresta que deixei na porta encostada e deitou-se.
Fiz-lhe um carinho com o pé o que sempre parece agradá-la mas, na verdade, talvez agrade ainda mais a mim. Em retribuição, pelo menos quero acreditar que sim, ela me deu, como costuma fazer, um leve mordida que manteve durante algum tempo.
Minha dúvida, neste momento, passou a ser se sua presença se devia a querer estar comigo, aproveitar o ar fresco da sala onde mantinha o ventilador ligado, ouvir Bach ou talvez até as três coisas.
Ia lhe fazer esta pergunta mas, quando me voltei, ela tinha desaparecido.
O que me fez concluir que das três razões que levantei nenhuma era suficientemente forte.
Nem mesmo Bach que eu sei que ela aprecia.
Tinha chegado a este ponto de minhas reflexões quando, tão silenciosamente quanto da primeira vez, Sueto voltou.
Deitou-se no soalho ( soalho pois a casa é antiga) e ficou quieta.
Ainda sem ter encontrado uma resposta para o meu questionamento preferi, desta vez, pensar que estava ali sem nenhum motivo especial.