quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

DISCUTINDO A RELAÇÃO

Longa conversa com o Pardo.
Peguei uma carona com P.R. que me levou e depois me buscou.
Fui vê-lo depois de um longo tempo sem ele aparecer.
Alega que anda muito ocupado na oficina, tem que ficar acordado a noite toda caçando ratos.
Já soube que pega muitos, ratos grandes, ratões.
Me disse que tinha caçado um esta noite e que o rato morto ainda estava nos fundos da oficina.
Me perguntou se eu não queria ver.
Eu disse que não, me parecia uma manobra dispersiva do Pardo.
Perguntei-lhe quando ia aparecer e me disse que assim que desse.
Ainda falamos de algumas coisas e, quando P.R. retornou  fui saindo.
Saí triste, o Pardo me pareceu distante.



Nenhum comentário:

Postar um comentário