quinta-feira, 3 de setembro de 2015

O Gato - Vinicius de Moraes


O Gato
Vinicius de Moraes

Com um lindo salto
Leve e seguro
O gato passa
Do chão ao muro
Logo mudando
De opinião
Passa de novo
Do muro ao chão.
E pisa e passa
Cuidadoso, de mansinho
Pega e corre, silencioso
Atrás de um pobre passarinho
E logo pára
Como assombrado
Depois dispara
Pula de lado
Se num novelo
Fica enroscado
Ouriça o pêlo, mal-humorado
Um preguiçoso é o que ele é
E gosta muito de cafuné.

...
E quando à noite vem a fadiga
Toma seu banho
Passando a língua pela barriga.

Um comentário:

  1. Tyger! Tyger! burning bright,
    In the forests of the night..
    In what distant deeps of skies
    Burnt the fire in thine eyes?

    William Blake

    ResponderExcluir