sexta-feira, 10 de maio de 2019

O PESADELO DE SUETO

Certa manhã, quando Sueto acordou de sonhos angustiantes, descobriu que em sua cama tinha se transformado em um monstruoso ser humano

One morning, as Sueto was waking up from anxious dreams, she discovered that in her bed she had been changed into a monstrous human being


Sueto acordou no meio da noite sobressaltada.
- Que foi? perguntei-lhe meio sonolento.  - Mais um de seus pesadelos?
Sueto tem tido sonhos intranquilos.
Segundo me revelou o que mais a tem perturbado é o pesadelo de que acorda transformada em um ser monstruoso.
-- Uma barata? perguntei-lhe inicialmente para não fugir de seus pendores literários.
-- Não, revelou-me, algo muito mais horrível.
Tinha demorado um tempo, depois de ter tido o mesmo pesadelo algumas vezes, para que eu entendesse que o "ser monstruoso"  no qual temia se acordar transformada, era um humano.
-- Mas os humanos são monstruosos assim? ainda tentei argumentar para contestar a razão de sua perturbação.
Sueto nem me respondeu o que me fêz concluir que, efetivamente, devem ser.
Sequer tentei argumentar, dentro do terreno que lhe agrada, que o fenômeno poderia ter alguma coisa a ver com suas leituras, de Kafka especialmente.
Mas o motivo da perturbação de Sueto esta noite era outro. 
Não quis, contudo, sequer me dar uma idea do que se tratava. 
Se descobrir eu conto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário