domingo, 7 de setembro de 2014

"Stormy Weather"



Sensações que eram uma mescla de lembranças, sentimentos, temores e expectativas apossaram-se de Sueto.
No toca-discos Billie Holiday cantava "Stormy Weather"

Don't know why there's no sun up in the sky
Stormy weather
Since my man and I ain't together,
Keeps rainin' all of the time

Lembranças de outros tempos?
Da juventude?
Temores do que tinha pela frente?
Sentimentos de antigos amores, de amores novos?

Oh, yeah
Life is bare, gloom and mis'ry everywhere
Stormy weather
And I just can't get my poorself together,
I'm weary all the time
So weary all the time
When he went away the blues walked in and met me.
Oh, yeah
If he stays away old rockin' chair will get me.

Nestes momentos Sueto estirava-se na almofada e com os olhos fechados, bem fechados, quase apertando-os, embarcava numa viagem em que momentos de sua vida sobrepunham-se , sem uma ordem cronológica, dispostos apenas talvez pela memória que pudessem ter deixado, pela importância que pudessem ter tido .
Às vezes surgia em seus lábios um sorriso.
Outra vezes chorava.
E seguia ouvindo a música, uma, duas, três, tantas vezes quantas sentisse necessidade de deixar-se ficar assim, entregue àquela sessão de nostalgia.
Podia até ocorrer de dormir, embalada pelo ritmo dos blues e a voz encantada de Billie.
Neste casos o som do toca-discos podia invadir a noite, tocando sozinho, automaticamente, até que Sueto acordasse e, de volta de seu sonho mágico, o desligasse.

Don't know why there's no sun up in the sky
Stormy weather
Since my man and I ain't together,
Keeps rainin' all of the time






Nenhum comentário:

Postar um comentário