quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Bailado Felino



Loick ( à direita) e Tari dedicam-se a uma sessão matinal de exercícios em meio às "folhas da mata seca de papéis" .
Consistem basicamente de minuciosos movimentos de levar a cabeça a todos os pontos do corpo de modo a permitir, com a língua, sua limpeza.
Em alguns momentos conseguem sincronizar estes movimentos.
Estabelece-se, então, uma espécie de bailado felino evocativo, pela delicadeza, do Lago dos Cisnes.
Mas a sonata para violino e piano, op.24, a "Primavera" de Beethoven que está sendo executada, tem, igualmente, a propriedade de espalhar pelo ar uma magia que complementa a manhã chuvosa naquilo que ela evoca de fatos recentes e fatos remotos numa complexa alternância de pensamentos, sentimentos e emoções.  

2 comentários:

  1. "(...) toda palavra, sim, é uma semente; entre as coisas humanas que podem nos assombrar, vem a força do verbo em primeiro lugar (...).”

    A descoberta revela um mistério. Em todo saciar-se já houve uma grande ausência. Que estágio curioso...esse das coisas que flamejam indecisas antes de existirem (a verdade é que já existem)!

    ResponderExcluir